terça-feira, 27 de junho de 2017

Ciúme: o que fazer?



 


Olá, pessoal. Hoje eu vou falar de um assunto que não deveria ser um problema nas relações liberais: o ciúme. Desde adolescente, posso dizer que sempre fui uma menina mais atrevida e livre de pensamento. Sou santinha do “pau oco”, falsa tímida, sonsa, e tudo o mais que uma menina com carinha de anjo, mas muito sapeca, pode ser chamada.
Mas, desde cedo sofri muito com os ciúmes do meu ex namorado. Ele era completamente descontrolado com relação ao ciúme que sentia. Eu nem sequer podia vestir minha sainha e meio de normalista, porque ele já surtava de ódio com os olhares que eu despertava nos outros homens.
Muitos anos se passaram até que um dia conseguisse finalmente um marido maravilhoso que me libera pra sair com quem eu quiser, e ainda é compreensivo e me dá carinhos quando chego em casa após uma longa noite de sexo selvagem com meu amante.
Sim, escrevendo assim, até parece coisa de cinema. Uma vida de pop star... saindo com o homem que eu quero e tendo um marido limpinho, e apaixonado em casa, só me esperando. É o sonho de toda mulher. Ou pelo menos, deveria ser.
Mas, nem tudo são maravilhas na terra de Alice. Quando finalmente achei que havia me livrado do tal do ciúme, eis que meu amante, que diga-se de passagem é casado e não gosta de liberar a esposa dele, demonstrou ter ciúmes de mim.
E que situação curiosa e inusitada. Meu marido gostando de levar chifre. E meu amante com ciúmes por eu ser uma mulher mais “liberada”. Pois é, meninas, quem poderia imaginar? Essa vida é realmente uma caixinha de surpresas.
Enfim, o que me resta é tentar aproveitar esses meus dois homens da melhor forma possível sem que nada atrapalhe nosso prazer. Mas, fico imaginando quantas Hotwives devem passar por situação semelhante? Será normal que no casamento Cuckold o amante seja mais ciumento que o marido? Posso estar errada, mas imagino que eu não seja a única a perceber uma postura possessiva maior no amante do que no marido.  
Da minha parte, também confesso meu ciúme. Recentemente meu marido pede que procuremos uma namoradinha fixa pra nós dois. Como sabem, eu sou bi passiva, e já tive algumas experiências com outras mulheres. Diria que foram até boas experiências.
Mas, claro que essa proposta me tira da zona de conforto. Afinal, eu, que estou acostumada a aprontar e ter a segurança de ter um marido em casa limpinho, sem fazer nada com ninguém; terei que começar a me acostumar com a ideia de dividir ele com outra.
Entretanto, não pensem que isso será um obstáculo para mim. Tenho ciúme racional do meu marido, assim como tenho ciúme racional do meu amante. Gostaria que eles fossem apenas meus. Mas, por outro lado, sou madura o suficiente pra aceitar uma namorada e até achar que pode ser bastante proveitoso para todos.
Acho que ser liberal é algo maior. Transcende regras, sentimento de posse, ou qualquer outra paranoia que surja na nossa cabeça. O segredo é o foco que devemos dar nos bons resultados de cada experiência. O prazer sem culpa ou desconfiança.
Então é isso, meninas. Usem o espaço dos comentários pra falar um pouco de vocês. Se o amante é mais ciumento que o marido; se vocês topariam uma namoradinha fixa como o meu marido está propondo e também pra contar suas experiências. Foi um prazer. Beijo a todos.  

6 comentários:

  1. Sra Cuckfreedom,
    Vc tem alguma amiga ou alguém do seu círculo de amizades com quem divide os fetiches? Sabe como é mulher, né?

    ResponderExcluir
  2. Olá, Roberta.
    Já dividi no passado com duas pessoas. Mas, em ambos os casos, me arrependi.
    Uma delas não aceitou bem a ideia. E a outra gostou, quis convencer o marido... e tudo desandou.
    Hoje em dia, não divido com ninguém. Só com os internautas. rsrs
    E vc?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma amiga de infância que eu divido tudo. Ela é super cabeça aberta.

      Excluir
    2. Tudo desando pra sua amiga assim como no filme "2 mais 2" ?
      Se nunca viu o filme eu recomendo, sobre swing e é bastante excitante

      Excluir
    3. Obrigada, Queenq388. Certamente que iremos procurar assistir o filme.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir