quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

6 dicas pra quebrar a rotina no casamento



Olá, pessoal, hoje vou falar de um tema que acho que é bem comum para muitas leitoras. A rotina no casamento. Assim com a maioria de vocês, eu também sofro com isso, ao contrário do que possam pensar.
Não é porque vivo um tipo de relacionamento alternativo que também não sei como é sentir na pele a necessidade de reinventar os parâmetros da relação para manter a chama acessa.
Acordo pela manhã e por mais cedo que seja, já estou atrasada para conseguir completar ao menos metade das coisas que tenho que fazer. Profissão, lar, academia, saúde, problemas administrativos, bancários, telefônicos, compras para a casa, cuidar dos filhos, vida social... e não podemos deixar de cuidar dos cabelos, das unhas, da pele...
Antes da metade de tudo o que disse, o dia já acabou e não sobrou um momento para abraçar meu marido e expressar a ele o quanto ele é valioso para mim. Como vocês estão vendo, eu também sofro de rotina.
Nos dias de hoje, a falta de tempo é a doença mais comum. No trânsito todos correm apressados. Nas filas do banco, na padaria... onde quer que seja, a impaciência. E isso tudo acaba refletindo na relação com o marido em casa.
Em vez daquele sexo caprichado, com um ritual todo charmoso e especial, o máximo que dá pra fazer é uma rapidinha às pressas, antes que o filho chegue da escola.
Toda essa falta de zelo do decorrer de anos e anos, pode ir corroendo e deteriorando o casamento. E é por isso que estou escrevendo aqui. Uma amiga virtual fez uma queixa nesse sentido e pediu minha orientação. Bem, não sou a pessoa mais qualificada do mundo pra falar sobre isso, já que também sofro da mesma coisa.
Mesmo assim, vou me atrever a dar umas dicas:


1 – Não use nenhum fetiche sexual como forma de quebrar a rotina

2 – Volte a ser a mulher por quem seu marido se apaixonou

3 – Marque um dia na sua agenda para ser especial

4 – Capriche no visual cotidiano

5 – Demonstre carinho em pequenos gestos diários

6 – Exija recíproca do seu marido




 E a primeira delas pode surpreender muita gente: não use o meio liberal ou qualquer de seus fetiches como forma de quebrar a rotina no casamento. Swing, Ménage, Cuckold, B.D.S.M. são coisas pra quem curte e não pra quem quer sair da rotina.
Esse é o erro mais comum de casais que resolvem entrar no meio liberal pra tentar salvar um casamento. Em geral, o efeito nesses casos é o contrário, o casamento que já não ia bem, acaba por se deteriorar de vez.
O que acho que vocês esposas precisam fazer é assumir o lado poderosas que vocês sempre tiveram, mas que foram deixando perder por conta do dia a dia. Volte a ser aquela mulher por quem seu marido se apaixonou.
Claro, não estou com isso dizendo que você vai deixar de cumprir com suas obrigações. Mas, procure dedicar uma certa  porcentagem da sua agenda exclusiva pra isso. Pense nesse ritual como parte integrante da sua rotina. Se você for ficar esperando um dia livre pra poder alimentar a chama... esse dia acaba que não chega e o casamento só vai piorando.
Além desse dia especial, procure inserir na rotina alguns pequenos gestos diários de sedução. Capriche na lingerie mesmo quando não for se dedicar ao sexo. Capriche no visual, nos cabelos, na roupa no perfume. Seja carinhosa entre uma tarefa e outra. Exija do seu marido uma recíproca. Se beijem ao menos uma vez ao dia como se não houvesse amanhã.
São algumas dicas bobas, mas que podem causar grandes mudanças na relação do casal. Se nada disso fizer efeito... é porque a coisa tá feia mesmo. Procure uma terapia de casal. Não é possível, amiga... alguma coisa há de fazer efeito.
Pois bem, esse post chegou ao final. Espero ter ajudado vocês e a mim mesma, já que preciso também seguir meus próprios conselhos. E por falar nisso, vou sair daqui agora pra dar um beijo ardente no meu marido. Bjocas a todos.


9 comentários:

  1. Nossa que blog bacana! Super sexy, sem ser vulgar. Sou casada há 3 anos depois de namorar 5 anos. Casei super nova com meu marido que é 15 anos mais velho. Ele tem 40 e eu 25. Ele foi meu único tudo, até beijo...RS!
    Depois de muito procurar achei seu blog...RS! Há uns meses ele vem me perguntando se eu não me sentia mal de ter tido só ele de homem. Se não gostaria de ter tido mais homens e etc. Eu disse que não, mesmo porque ele é um pouco ciumento. No fundo, eu tenho curiosidade, mas amo ele é tudo são escolhas. Porém esses dias aconteceu algo incomum. Eu tinha um compromisso no centro dá cidade que foi cancelado, voltando mais cedo para casa. Ao chegar em casa, peguei ele se masturbando no escritório na frente do PC. Sei que os homens fazem isso, mas fiquei com receio de ele estar falando com outra mulher. Ciúmes de mulher. Fiquei com aquilo na cabeça e um dia que ele saiu fui xeretar o PC dele. Foi aí que veio o espanto. Uma quantidade gigante de vídeos e histórico na internet de homens que gostam de ver suas mulheres transando com outros homens. Nem sabia que isso existia. Fiquei aliviada por não ser corno e um pouco chocada por saber q ele curte esses materiais. Foi aí que pesquisei o blog é seu canal no YouTube. Gerou n dúvidas esse assunto: será q ele quer ser corneado? Devo abordar o assunto? Tenho medo dele se sentir humilhado. Nunca me imaginei numa situação assim. Nem sei como é fazer sexo com outro homem. Muito obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Roberta! Gostei muito do teu relato!
      Para complementar tudo isso, saiba que esse tipo de coisa NÃO é pecado! Veja:
      http://www.libertos.info/
      Comente também esse teu caso lá em:
      http://www.libertos.tk/

      Excluir
    2. Nossa, Roberta.
      Que legal essa sua atitude de nos escrever. Peço mil desculpas por demorar tanto a responder. É que quase não tenho tido tempo. Mas, vamos lá.
      É muito mais comum do que nós mulheres imaginamos. Muitos homens, mas muitos mesmo, se excitam com essa ideia. Mas, a grande maioria não sabe como tratar desse assunto com a esposa. É um tema delicado e pode comprometer sim a imagem que a esposa tem do marido. E até a imagem que o marido faz de si mesmo. Então, recomendo sim que consiga com sutileza vir trazendo esse assunto a pauta no casamento de vocês. Você precisa sim tirar essa sua dúvida. E claro, se for conveniente, aproveita! Porque a vida é curta e a coisa é muito boa! Você vai adorar.

      Excluir
    3. Boa tarde,

      Obrigada pela resposta, mesmo que tardia......Essas
      Li a sua resposta no sábado e fiquei com isso na cabeça o dia todo. Como abordar o assunto é tal. A noite recebemos uns amigos em casa e depois do jantar e do pessoal ter ido embora continuamos no vinho. No momento que tive a oportunidade comentei que sem querer vi a quantidade gigante de vídeos que ele tinha no PC dele. Ele ficou branco e calado, pois não mencionei sobre o teor dos vídeos (sobre ser corno). Depois de uma pausa ele disse que isso era normal entre homens ter vídeos pornô etc e etc. Mais um pouco de vinho, perguntei na lata: "Amor, existe homens que tem vontade de saber que suas mulheres transam com outros?" Foi aí que ele ficou pálido e derrubou o vinho. Depois de se recompor ele disfarçou e disse que já tinha ouvido falar do assunto. E que foi um amigo dele que passou os vídeos. Detalhe que não comentei dos sites cuckolds que eu vi que ele acessava. Conversa vai e conversa vem e mais vinho, eu soltei: "nunca teria coragem de dar pra outro estando casada e você teria coragem de ceder a esposa?" Ele engasgou e disse que também não. O papo desenrolou e ele disse que ficava preocupado comigo, pois ter tido relações só com ele e não ter conhecidos outros "paus".....RS! O que é verdade pois nem beijar eu beijei outro homem. Sempre convivi bem com isso, mas ele colocou uma pulga atrás dá.minha orelha. Será que o que conheço de sexo é sexo bom? Ele tbem falou que quando eu tiver no auge dá.vida sexual ele já vai estar velho...Etc e etc! O papo durou umas 3 horas e ele se soltou contando inclusive as relações passadas dele nos detalhes mais safados. Como eu não tinha nada pra contar ele perguntou oq eu tinha mais curiosidade por não ter tido relação sexual com outra pessoa. Fiquei uns 3 minutos sem saber o que responder. Aí eu pensei no assunto mais tabu e cheio de controversa dos grupo de amigas do whats app e devolvi com uma pergunta pra ele: "Amor vc considera seu pai grande?" Ele confuso me respondeu, acho que não, é normal. Eu fui mais longe, vamos medir?....rsss! Peguei a fita métrica e depois de um estímulo eu medi.....Deu 13 cm. Com um pouco de malícia eu respondi, acho q minha curiosidade maior seria ver ou pegar um pau bem maior. Mencionei que a Ana uma amiga minha disse que o pai do seu noivo tem 22 cm e que acaba com ela.....RS! Na verdade não era minha curiosidade. Fiz isso pra puxar a língua dele é sentir a reação. Nessa noite nossa transa foi mais intensa que o normal. O que você acha desse papo todo? Vou mais afundo ou espero ele? Confesso que essa história de.nunca ter tido outro homem me fez.pensar. Sra Cickfreedom, quantos homens vc já transou na vida? Antes e depois do casamento?

      Excluir
    4. Olá, Roberta.
      Mais uma vez desculpe o descuido da demora em responder. Na verdade, esse blog está passando um período em que meu marido está administrando, justamente pela minha falta de tempo.
      Mas, vamos ao seu relato. Acho que tudo o que foi conversado revela uma enorme vontade reprimida tanto sua quanto do seu homem. Ambos querem o mesmo: realizar o fetiche Cuckold. O problema é quem vai dar o primeiro passo de admitir isso abertamente ao outro.
      Se o seu homem fosse contrário à essa ideia, você já saberia pela reação dele. Ficaria indignado com qualquer assunto nesse sentido.
      Mas, como pudemos ver, não é esse o caso dele.
      Acho que você deve intensificar mais esse assunto sim... deixar mais claro. Sugerir mais abertamente. E dialogar sobre os limites e regras que construirão juntos. Como meu marido costuma dizer: "A vida é curta demais pra deixarmos de fazer aquilo que temos vontade, só pra satisfazer o padrão que os outros esperam da gente".
      Viva e aproveite sim.
      Não tenho essa contabilidade de homens, numero de transas. Posso dizer que transei mais estando casada, do que antes, com namorados que me prendiam com ciúme possessivo.
      Mas, friso que o que importa não é quantidade. E sim, a qualidade. Você transa com outros diferentes, não porque busca contar uma variedade, mas principalmente, porque quer achar os poucos que sabem te proporcionar prazer maiores e com isso, solidificar ainda mais sua relação e cumplicidade com o marido.
      Com você plenamente satisfeita sexualmente, o casamento de vocês sempre será uma lua de mel.

      Excluir
  2. Olá, Sra cuckfreedom, estou aqui para lhe pedir para fazer videos contando as aventuras com seus amantes, UM CONTO NARRADO, seria muito excitante e empolgante, principalmente os que o seu marido mamou seu amante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jacques. Desculpe a demora em responder. Infelizmente, fomos obrigados a remover o canal. Estávamos muitos expostos. E lamentamos todos os inúmeros vídeos que nunca chegamos a publicar. Mas, meu marido está escrevendo um livro muito interessante sobre o tema. Contudo, não são relatos das nossas experiências. E sim, uma espécie de análise psicológica sobre o fetiche. Quando for publicado, iremos avisar. Obrigada.

      Excluir
  3. Que pena em relação aos vídeos! Estava assistindo vc mais do que netflix!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk
      Obrigada, Pedro.
      Essa foi muito boa.
      Deu até um up aqui no astral pra tentar voltar a postar.
      Estamos refletindo ainda o que faremos.
      Mil bjocas

      Excluir